Início Indústria Aeronáutica

Região de Sverdlovsk receberá US$ 15 milhões para a fábrica de aviões LMS-901 ‘Baikal’

Uma dotação orçamentária de 1 bilhão de rublos (o equivalente a US$ 15 milhões) será alocado à região russa de Sverdlovsk para a construção de um novo complexo de produção de aeronaves. O local é necessário para a produção em massa de equipamentos de aviação, incluindo a aeronave Baikal, disse o departamento de política de informação da região na quinta-feira.

Como observou o governador da região, Yevgeny Kuyvashev, a fábrica é residente na zona econômica especial do Vale do Titânio e desde 2018 localiza a produção de pequenas aeronaves de alta tecnologia. A primeira etapa do projeto foi implementada com sucesso, a segunda etapa envolve o início da produção em massa de aeronaves “Baikal” e “Ladoga”, relata a agência russa de notícias TASS.

“Para isso, é preciso criar um novo complexo produtivo. A previsão é concluir a construção em 2024. Com isso, serão gerados 1,2 mil empregos”, especificou o departamento.

Anteriormente, Alexei Shmykov, primeiro vice-governador da região de Sverdlovsk, disse que o edifício no território do Titanium Valley SEZ, onde a UZGA opera, foi construído às custas da zona econômica especial e seu espaço não é mais suficiente. O novo edifício para a produção de “Baikal” ocupará 6,5 mil metros quadrados.

A aeronave LMS-901 “Baikal” completou com sucesso as verificações de solo e fez seu primeiro voo em janeiro. Espera-se que o Baikal se torne uma alternativa à aeronave multifuncional soviética An-2. A aeronave LMS-901 “Baikal” reduzirá os custos operacionais, poderá realizar o transporte de cargas e passageiros, patrulhamento e monitoramento. As primeiras entregas comerciais da nova aeronave multiuso estão previstas para 2023.

Sair da versão mobile