Três aeroportos brasileiros recebem prêmios do ACI-LAC nessa terça-feira; confira os detalhes

Aeroporto de Confins – Imagem ilustrativa – Fonte: BH Airport

Três aeroportos foram premiados nesta terça-feira, 4 de outubro, durante importante evento do setor aeroportuário sendo realizado desde a segunda-feira em Buenos Aires, na Argentina.

O Conselho Internacional de Aeroportos para a América Latina e Caribe (ACI-LAC) promoveu nesta terça-feira durante o ACI-LAC Annual Assembly, Conference & Exhibition 2022 a entrega dos prêmios ACI-LAC Green Airport Recognition a 7 aeroportos da região que se destacaram por implementar boas práticas socioambientais que reduzem os impactos da operação aeroportuária.

O destaque foi para o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte / BH Airport, em Confins (MG), que recebeu uma menção especial pelo projeto considerado mais inovador para mitigação e adaptação às mudanças climáticas.

O projeto chamado “Inovação do Sistema de Climatização do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte” consiste na implantação de um sistema de ar condicionado eficiente e econômico, composto por duas centrais de água fria (CAG 1 e CAG 2), instaladas no terminal de passageiros 1 e terminal de passageiros 2.

Ambas as centrais possuem tanques de termoacumulação, que são grandes reservatórios com capacidade para armazenar um total de 4.002.000 litros de água gelada. Toda essa nova infraestrutura e equipamentos instalados nas usinas de água fria contribui para promover o clima do ambiente de forma sustentável.

O Aeroporto Internacional de Salvador / Salvador Bahia Airport foi reconhecido pelo projeto “Compostagem Acelerada”. Trata-se de uma composteira que acelera a digestão de restos de alimentos e os transforma em água, que é direcionada à Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) do próprio sítio aeroportuário e encaminhada para reuso, aproveitada nas descargas dos banheiros e nas torres de resfriamento. A expectativa é que até 68 mil litros de água sejam coletados por mês.

Imagem: Salvador Bahia Airport

O RIOgaleão também foi premiado por um projeto de gestão de resíduos. Até o momento, o “Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos” já contribuiu para a redução de 42% das emissões de gases de efeito estufa, originados pela geração de resíduos da operação e manutenção aeroportuária. O projeto também destinou mais de 16 mil toneladas de resíduos recicláveis para cooperativas de recicladores e compostagem, contribuindo diretamente para a geração de renda de 57 famílias.

Aeroporto Internacional do Galeão – Imagem: Google Earth

Os demais aeroportos da região premiados com o ACI-LAC Green Airport Recognition foram Aeroporto El Dorado/OPAIN (Colômbia), Aeroporto de Guadalajara/Grupo Aeroportuário do Pacífico (México), Aeroporto Internacional de Cibao (República Dominicana) e AERIS Holding Costa Rica.

O prêmio Green Airport Recognition tem como objetivo reconhecer e destacar o desempenho ambiental dos aeroportos da América Latina e do Caribe por meio de projetos em diversas áreas de gestão ambiental do aeroporto, como gestão de resíduos, eficiência energética, gestão das emissões de carbono, adaptação às mudanças climáticas.

Informações do ACI-LAC

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Relato de brasileiro revela o que teve o avião A330 que...

0
Segundo o viajante, os passageiros já estavam a bordo do Airbus A330 quando os pilotos não puderam prosseguir com o voo.