1ª edição de 2022 do evento aeronáutico Aviation XP será no Paraná; veja os detalhes

Imagem: G2C Events

O município de Palmeira, localizado na Microrregião de Ponta Grossa, no estado do Paraná, sediará nos dias 10 e 11 de junho a primeira edição do Aviation XP deste ano de 2022.

O evento contará com palestras, mesas redondas, exposição de aeronaves, produtos e serviços, e debaterá temas pertinentes à aviação geral. Entre os participantes, estarão pilotos, donos de aeronaves, empresas de táxi aéreo, autoridades, administradores de aeroportos, empresas de ground handling e outros.

O Paraná foi o escolhido para receber o Aviation XP pela força que representa na região Sul em termos de aviação geral. Para se ter uma ideia do potencial do setor, o estado foi o que mais contribuiu para o crescimento de turboélices no Brasil entre os anos de 2019 e 2020, com um acréscimo de 16 aeronaves na frota.

“O grande número de empresas instaladas nos três estados da região, aliado ao grande potencial desenvolvido pelo agronegócio, posicionam o Sul do país como um mercado estratégico onde cada vez mais esse modal passa a ser utilizado como ferramenta de trabalho para o crescimento diário da região”, disse Junicley Soares, da Aeromecânica, uma empresa que atua no mercado aeronáutico há mais de 10 anos.

Aeroparque Aldeia da Serra

“Acredito que a chegada da Aviation XP no Paraná, mirando o Sul do Brasil, foca em um pedaço do Brasil que estava carente neste tipo de evento. RS, PR e SC ocupam 4º, 5º e 6º lugares respectivamente na balança do PIB Brasileiro, perdendo apenas para SP (uma máquina inalcançável), RJ (petróleo) e MG (minério)”, disse Wagner Aichner, responsável pelo Projeto e Incorporação do Aeroparque Aldeia da Serra, onde acontecerá o evento.

O Aeroparque Aldeia da Serra nasceu de um projeto iniciado em 2009 com foco principal na aviação executiva. “Projetamos e executamos um aeródromo com foco no operador de pequeno e médio porte, 99% do mercado executivo da nossa região”, disse Aichner.

Segundo dados de 2020 do Anuário Brasileiro de Aviação Civil, o Paraná possui uma frota de 1.926 aeronaves convencionais, 288 helicópteros, 181 turboélices, 106 jatos e 3 anfíbios. E, quando se trata de aeródromos privados (sem considerar helipontos e helidecks), o estado também é o destaque da região, com 69 unidades. Lá estão também importantes empresas do segmento de táxi aéreo, manutenção, entre outros.

Evento bem sucedido expande para todo Brasil 

O Aviation XP chega à região Sul após uma primeira edição bem-sucedida no ano passado, na cidade de Goiânia (GO). Ao longo dos dois dias de atividades, o evento contou com a participação de 2.200 visitantes, movimentando um valor de US$ 8 milhões em negócios fechados.

Participaram da feira grandes empresas como a Tecnam, fabricante italiana de aeronaves, Sete Táxi Aéreo, TAM Aviação e Executiva, Bell, Aerian Aviation, Global Parts, Aerotrading, Piper, Antares Pólo Aeronáutico e Life JEt.

“É um mercado que possui um enorme potencial e necessita de eventos desse porte. Mesmo diante de um cenário de pandemia, vimos a aviação geral ter um aumento e a tendência é que siga nessa ascensão. Nosso objetivo em trazer o evento ao Paraná é reunir grandes nomes do setor e possibilitar que novas conexões sejam feitas na região Sul”, disse Gledson Castro, diretor da G2C Events, organizadora da feira.

Após ser realizado no Paraná, o Aviation XP seguirá para Goiânia (GO), nos dias 29 e 30 de junho, e Fortaleza (CE), nos dias 26 e 27 de outubro.

O calendário de 2022 da G2C Events contará ainda com mais seis eventos entre os meses de abril e setembro, sendo eles o Flyrun, Aerogolf, Heli XP, Arraiá Aéreo, Aero Day e Aviatrade.

Informações da Assessoria da G2C Events

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Boeing não prevê nenhum novo modelo de avião até 2035

0
Esta semana, o CEO da Boeing, Dave Calhoun, confirmou a investidores que a fabricante de aeronaves não pretende lançar um novo modelo