Após impasse com combustível, avião Ilyushin com Lavrov finalmente decola do Brasil

O avião com o Ministro de Relações Exteriores da Rússia já está retornando para sua terra natal após um impasse de abastecimento no Brasil.

Foto – DepositPhotos

Empresas privadas de abastecimento do Aeroporto de Brasília, que foram solicitadas para fornecer combustível para o jato Ilyushin IL-96-300 do governo russo que transportava o chanceler Sergey Lavrov, recusaram o serviço por medo de sanções, gerando um impasse.

O motivo para a recusa são as sanções do governo dos EUA, que proíbem que qualquer pessoa física ou jurídica dê apoio, inclusive abastecimento de aeronaves, a Sergey Lavrov, assim como a outras dezenas de empresas e indivíduos russos, por conta da agressão à Ucrânia. A pena para quem violar essas sanções é o impedimento de fazer negócios com empresas americanas.

Desta maneira, os abastecedores ficaram receosos de serem impedidos de vender combustível para qualquer empresa aérea americana ou abastecer algum avião com registro nos EUA, gerando grande prejuízo.

Sem poder abastecer em Brasília, Lavrov foi até a capital federal em um jatinho da FAB para reunir-se com o Presidente Lula. No Rio de Janeiro, onde Lavrov foi primeiro, o abastecimento já estava garantido por um revendedor terceiro local. O caso do impasse foi confirmado pelo próprio Lavrov em entrevista coletiva.

Após a reunião com Lula, Lavrov voltou ao Rio em avião da Força Aérea Brasileira e embarcou no IL-96 rumo ao Marrocos, onde fez uma escala técnica, para então ir para Moscou, onde chegará no final do dia de hoje.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Aeroporto de São José dos Campos negocia novas rotas de carga...

0
A concessionária SJK Airport está negociando a ampliação dos voos regulares para transporte de cargas aéreas para países como México