Início Empresas Aéreas

Funcionário de empresa aérea vasculhava malas de passageiros para roubar armas

Um funcionário da companhia aérea americana Southwest Airlines confessou ter roubado armas de passageiros nos EUA. Ele ficava vasculhando as malas dos passageiros atrás dos artefatos.

© Pixabay

Foram sete denúncias de roubo de armas até chegarem até o nome de Mark Hunter, funcionário que trabalhava com o carregamento e descarregamento de bagagens (handling) no Aeroporto de St. Louis, no estado do Missouri. Assim como no Brasil, nos EUA apenas alguns agentes federais podem portar armas a bordo dos aviões, sendo que o restante das pessoas, civis ou militares, devem despachá-las.

Após os donos das armas avisarem à polícia que elas haviam sido roubadas, os investigadores compararam o dia dos furtos com a escala de trabalho dos funcionários da Southwest, que era a única empresa aérea no aeroporto onde os furtos estavam acontecendo.

Após análise câmeras de segurança e entrevistas com outros funcionários, os policiais chegaram até Hunter, que admitiu ter roubado cinco armas de bagagens despachadas, sem detalhar para quem elas foram entregues ou como ele sabia que os passageiros possuíam o armamento. A maioria das armas eram pistolas, mas não foi especificado o modelo e calibre.

Segundo o jornal Miami Herald, Mark foi setenciado à seis meses de prisão e mais três anos de condicional. A Southwest não se pronunciou sobre o caso.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile