Lançada pesquisa para medir os níveis atuais de fadiga dos tripulantes de voo brasileiros

Imagem: PxHere / Domínio Público

O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) informa que está realizando uma pesquisa para obter dados acerca da satisfação dos níveis atuais de fadiga dos tripulantes brasileiros e, também, determinar como a fadiga é gerenciada nas empresas aéreas.

As respostas ao formulário vão ajudar o SNA a ter uma visão macro e uma análise detalhada do cenário atual da aviação regular brasileira, com o objetivo de contribuir futuramente com propostas de mitigações e recomendações de segurança para o setor, que está em plena retomada pós-pandemia.

Apesar de o RBAC 117 estar em vigor desde fevereiro de 2020, com a crise causada pelo coronavírus os tripulantes não puderam vivenciar plenamente a nova regulamentação, que trata de limites de jornada e de horas de voo, devido à redução drástica da atividade aérea no Brasil e no mundo.

Segundo o Sindicato, essa é uma oportunidade para que os aeronautas exponham pontos importantes sobre o gerenciamento dos riscos da fadiga na aviação, reforçando sua disposição para contribuir com a segurança de voo no país.

Para participar, os tripulantes devem acessar o https://aeronautas.org.br/pesquisa-fadiga/.

Informações do Sindicato Nacional dos Aeronautas

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Infraero abre leilão para interessados em vender publicidade nos divisores de...

0
Ainda na condição de administradora do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, a estatal Infraero abriu um edital licitatório para concessão