No alto-falante, comissária diz que não lutará com passageiros que não usarem máscaras

Diante de tantos casos de confusões a bordo que vêm sendo registrados desde o começo da crise da COVID-19, constantemente envolvendo o uso de máscaras de proteção facial e também agressões a tripulantes, uma comissária de bordo foi registrada recentemente dizendo que não iria lutar contra passageiros que não cumprem a determinação de uso das máscaras em voo.

Boeing 777-300ER – Imagem: United

A curiosa fala da comissária de bordo foi registrada em vídeo enquanto a tripulante realizava o speech no sistema de áudio de uma aeronave, aparentemente da United Airlines, que estava cumprindo um voo de Frankfurt, na Alemanha, para Chicago, nos Estados Unidos.

Essa atitude reflete muito o que os tripulantes vêm sofrendo em diversos voos pelo mundo, sobretudo nos Estados Unidos, que teve um aumento severo nas brigas envolvendo comissários de bordo e passageiros que não respeitam as regras contra a pandemia da COVID-19.

Conforme relata o Paddle Your Own Kanoo, o vídeo que circula no Twitter foi gravado pela usuária Stef Schrader, e mostra o momento em que a comissária, ao passar algumas orientações sobre o voo a ser realizado, diz:

“Sabemos que todos, a maioria das pessoas, foram vacinados. Também sabemos que todos tiveram testes negativos para a COVID-19. Isso não importa. Essa máscara deve ser usada a bordo da aeronave o tempo todo, cobrindo o nariz e a boca, mesmo quando você estiver dormindo.

“Nós realmente não queremos brigar com vocês, senhoras e senhores, realmente não queremos. E se tivermos que lutar com você, isso pode significar escrever um relatório, e se fizermos um relatório, isso pode significar uma multa de US$ 35.000 para você, além de você poder ser proibido de voar em aviões.

“Então, por favor, senhoras e senhores, a menos que você esteja comendo e bebendo algo, ou tenha dois anos de idade ou menos (agir como se tivesse dois anos não conta), você deve usar uma máscara sobre a boca e o nariz o tempo todo.”

Apesar do ‘surto’ com mais de 4.000 casos de brigas a bordo registrado pela Administração Federal de Aviação (FAA), sendo na maioria das vezes envolvendo máscaras, a United registrou baixos níveis de desordem a bordo. O problema tem atingido bem mais outras companhias aérea, como American Airlines, Frontier Airlines e Spirit Airlines.

A United adotou um sistema diferente do que se vê em outras empresas, já que quando um passageiro se recusa a cumprir a política do uso da máscara, a tripulação alerta o viajante apenas duas vezes, e se o mesmo continuar a desobedecer, os comissários encerram a interação e realizam um relatório de bordo para que a segurança interna da companhia investigue, tomando as devidas providências.

Com isso sendo aplicado pela tripulação, diminui-se o risco de que comissários de bordo entrem em confronto verbal com os passageiros, que podem desencadear uma briga física, assim como vem acontecendo corriqueiramente.

Mesmo assim, após algumas ocorrências recente em que passageiros tiveram que ser presos aos seus assentos com fita adesiva, a United emitiu um alerta aos seus colaboradores proibindo o uso da ‘ferramenta’ para conter passageiros alterados. A orientação foi feita para preservar a imagem da companhia.

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias