Pilatus relata que teve em 2022 um de seus melhores resultados de todos os tempos

Imagem: Amaro Aviation

O ano financeiro de 2022 foi de muito sucesso para a Pilatus. A empresa se beneficiou da alta demanda, apesar do período imprevisível. Com vendas de 1,3 bilhão de francos suíços, receita operacional de 226 milhões de francos suíços e pedidos no valor de 1,6 bilhão de francos suíços, a fabricante alcançou um conjunto de resultados muito positivos.

A Pilatus melhorou seu desempenho de sucesso de 2021. Ao todo, 40 PC-24, 80 PC-12 NGX, 10 PC-21 e 3 PC-6 foram entregues em 2022. Na Unidade de Negócios de Aviação Geral, por exemplo, um contrato de compra para mais de 20 PC-12 NGX foi assinado com a norte-americana Tradewind Aviation, praticamente dobrando a frota dessa companhia aérea executiva. O ano de 2022 também trouxe sua cota de grandes desafios. A Pilatus teve que lidar com interrupções nas cadeias de suprimentos, que impactaram negativamente nas operações de produção.

Markus Bucher, CEO da Pilatus, diz que o ano passado foi muito positivo no geral: “Raramente a empresa teve que operar no imprevisível. Nunca antes encontramos dificuldades tão sérias na cadeia de suprimentos. A Pilatus conquistou muito, ao mesmo tempo em que se beneficiou da demanda excepcionalmente alta por nossa aeronave exclusiva”.

As entregas de aeronaves respondem por uma parcela substancial dos resultados de negócios, mas de atendimento ao cliente também continua a crescer – chegando a mais dez por cento em relação ao ano passado. Em 2022, Pilatus também adquiriu a Skytech Inc., o Centro de Vendas e Serviços dos Estados Unidos, ganhando outros 93 funcionários em tempo integral da noite para o dia. 

Rompendo com a tradição dos últimos 25 anos, os 2.300 funcionários da sede em Stans, na Suíça, não receberão mais bônus. Em troca, a Pilatus aumentará os salários mensais incorporando o pagamento máximo de bônus para melhor atender às expectativas de todos os funcionários. Essa mudança visa tornar a Pilatus ainda atraente como empregador.

O novo ano também começou com confiança e promete muitos destaques: a construção do hangar de manutenção em Buochs ​​começará em meados de 2023. E a entrega do 2.000º PC-12 e do 200º PC-24 ocorrerá durante o ano. Um edifício adicional para a produção de componentes compostos também está planejado no local de Ennetbürgen. 

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Tocantins busca ampliação de transporte aéreo no estado com construção de...

0
O governador destacou diferenciais logísticos do Tocantins que, dentre outros fatores, é o único Estado que faz divisa com 3 regiões do país.