Pilotos são afastados após tocarem na pista antes da área determinada

Aeroporto de Seychelles

Dois pilotos que realizaram o voo SG-9909, da indiana Spicejet, no dia 7 de setembro, foram suspensos pela autoridade indiana de aviação (DGCA) até que se investigue um pouso antes da área de toque.

Segundo relata o Hindustan Times, o voo saiu de Chennai por volta das 11h35 e pousou no aeroporto internacional de Seychelles às 14h30. Os pilotos do Boeing 737-800 haviam sido autorizados a pousar na pista 13, que possui uma cabeceira deslocada, mas teriam pousado muito antes.

Obstáculos ao longo do caminho de aproximação são os principais motivos para que a cabeceira seja deslocada para pousos. Embora o toque tenha ocorrido com segurança e a integridade de todos a bordo (bem como da aeronave) tenha sido mantida, o evento foi classificado como um incidente e uma investigação foi iniciada.

Segundo a DGCA, o Boeing 737 da Spicejet tem um instrumento na cabine de comando chamado Vertical Situation Display (VSD), que permite que a tripulação avalie a trajetória de voo durante as fases mais críticas do voo, como o pouso.

Tal instrumento deveria ter sido suficiente para que os tripulantes seguissem a rampa adequada, mas, por algum motivo ainda não elucidado, isso não ocorreu.

Foto de Daniel Murzello, GFDL, via Wikimedia
Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Passageira seminua cospe em comissários por querer upgrade para classe executiva

0
O caso teria ocorrido após a passageira querer um upgrade para um assento na Classe Executiva, enquanto voava de Abu Dhabi para Mumbai.