Republic Airways recebe, direto da fábrica, mais um jato Embraer E175 E1

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Nesse final de semana, a fabricante brasileira de aeronaves Embraer realizou a entrega de mais um jato do modelo E175 E1 para a empresa regional Republic Airways. A aeronave está pintada nas cores da American Eagle e registrada como N452YX (número de série  170.00877).

Como mostra o rastreamento do voo capturado pelo RadarBox, a aeronave partiu de São José dos Campos para Louisville no dia 23 de abril com escalas em Manaus e Fort Lauderdale.

Imagem: RadarBox

Atualmente, a Republic é a maior cliente mundial dos jatos da família E170 (E170/E175). Em 2018, a empresa assinou um contrato para um pedido firme de 100 jatos E175. O contrato também inclui direitos de compra para 100 E175 adicionais, com direitos de conversão para o E175-E2, elevando o potencial total do pedido para 200 E-Jets. No entanto, essa cláusula de opção ainda precisa ser confirmada pela empresa, sobretudo porque o cenário da aviação mudou com a pandemia.

Além disso, ainda não houve avanços na negociação da scope clause dos EUA, que é uma regra da aviação regional que restringe o tamanho das aeronaves, portanto, impede a operação do E175 E2, que é mais pesado do que o E1. Caso essa scope clause seja retirada num futuro próximo, a Embraer será uma das grandes beneficiadas e poderá emplacar várias vendas do novo jato.

A Republic Airways opera uma frota de aproximadamente 190 aeronaves Embraer 170/175 e oferece voos operados por suas principais marcas parceiras, American Eagle, Delta Connection e United Express.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Governo de SC promove roadshow aos interessados em assumir o Aeroporto...

0
O vencedor terá a concessão do aeroporto pelos próximos 30 anos e, nos próximos 3 anos, realizará investimentos de cerca de R$ 40 milhões.