Início Aeroportos

Seis companhias aéreas ganham os slots da Aeroflot em Heathrow, incluindo a Avianca

A invasão da Ucrânia pela Rússia criou uma infinidade de problemas para as empresas russas, mas para as de outros países criou oportunidades valiosas. Nesse caso, os premiados slots da Aeroflot no superlotado Aeroporto Internacional de Heathrow, em Londres, foram cobiçados pela indústria.

Em maio, o governo do Reino Unido impôs sanções às companhias aéreas russas, impedindo-as de usar slots nos aeroportos britânicos, avaliados em até £50 milhões, lembra o site Aviacionline.

A recente notícia de que a jetBlue adicionou um segundo voo diário no aeroporto deu as primeiras indicações do que aconteceu com os slots de propriedade da Aeroflot, a única empresa russa que opera no aeroporto de Londres. Essas atribuições permitirão operar o serviço diurno e noturno para Nova York, uma das rotas internacionais mais lucrativas do mundo.

Mas a Aeroflot tinha até 64 voos semanais no Heathrow, deixando espaço para especulações de que outra companhia aérea teria sorte em ganhar os importantes intervalos de tempo. Após vários dias de resoluções, a Airport Coordination Limited (ACL) revelou os nomes das seis empresas que poderão adicionar frequências em Heathrow na temporada de inverno boreal 2022-23, sendo as seguintes:

– Virgin Atlantic, Vistara e JetBlue: com 7 frequências semanais.
– Avianca e China Airlines: com 4 frequências semanais.
– Westjet: com 3 frequências semanais.

Para a região da América Latina e Caribe, a Avianca é uma surpresa. Atualmente, a empresa colombiana opera um voo diário desde Bogotá, realizado em aeronaves Boeing 787-8. As novas atribuições permitirão aumentar até 11 voos por semana, passando de 3.500 para 5.500 assentos. Segundo dados obtidos através da Aerocivil, a ligação entre Londres e Bogotá movimentou 160.548 passageiros em 2019, com uma ocupação média de 89,94%.