Aeroporto de Recife não é mais administrado pela Infraero

A partir de hoje, 3 de março de 2019, as operações no Aeroporto Internacional do Recife/Gilberto Freyre-Guararapes (PE) não são mais geridas pela Infraero, anunciou a administradora pública brasileira.

Aeroporto Recife

Quem passa a administrar o terminal a partir de agora é a empresa espanhola Aena Desarrollo Internacional, vencedora do leilão que arrematou os aeroportos do Bloco Nordeste por R$ 1,9 bilhão, com ágio de 1.010% em relação ao lance mínimo inicial de R$ 171 milhões.

O terminal recifense foi o último do Bloco Nordeste a ser entregue à Aena. Nos dois primeiros meses de 2020, já foram concluídas as transferências dos aeroportos de Juazeiro do Norte (CE) em 12/1, Campina Grande (PB) em 15/1, Maceió (AL) em 12/2, Aracaju (SE) em 19/2, e João Pessoa (PB) em 23/2.

“Quero agradecer o apoio e a dedicação dos profissionais da Infraero que contribuíram para que esse processo de transferência da gestão ocorresse da melhor forma possível”, ressaltou o presidente da Infraero Brigadeiro Paes de Barros.

Paes de Barros acrescentou ainda que os demais aeroportos operados pela Infraero continuarão a ter o mesmo nível de performance até que as atividades sejam totalmente transferidas à iniciativa privada.

A Infraero já finalizou as transições dos aeroportos dos blocos Sudeste e Centro-Oeste, e com a entrega do Aeroporto de Recife também encerra a fase de Operação Assistida nos aeroportos do Bloco Nordeste. “Seguiremos contribuindo com a diretriz do Governo Federal, operando todos os terminais com os mesmos níveis de qualidade e segurança até que as atividades sejam transferidas à iniciativa privada”, afirmou.

Alta no fluxo em 2019

O terminal da capital de Pernambuco encerrou 2019 com alta na movimentação de passageiros.

Foram contabilizados, no período, 8.531.312 embarques e desembarques – 1,2% a mais que os 8.422.566 viajantes registrados em 2018. O fluxo de operações também teve alta no ano passado, se comparado ao ano anterior: foram 80.889 pousos e decolagens ante 78.766.

Bem avaliado

O Aeroporto dos Guararapes recebeu boa avaliação de quem frequentou o terminal no último trimestre de 2019.

A pesquisa de satisfação do usuário, divulgada no início de fevereiro, pelo Ministério da Infraestrutura, alcançou 67,5% das avaliações positivas nos indicadores correspondentes ao terminal do Recife, que está na categoria de aeroportos que movimentam de 5 a 15 milhões de passageiros ao ano.

Sobre o aeroporto

Aeroporto Recife

Inaugurado em julho de 2004, o terminal de passageiros de Recife possui 21 posições de estacionamento no pátio principal de aeronaves, 11 pontes de embarque, 16 portões de embarque, praça de alimentação, elevadores e escadas rolantes, além de estrutura de internet sem fio, cerca de 800 pontos de energia para carga de eletroeletrônicos e, também, um completo mix comercial.

O aeroporto tem capacidade de atendimento de 17,8 milhões de passageiros por ano. Atualmente oito companhias aéreas operam no terminal pernambucano: Gol, Latam, Azul, TAP, CVA, Air Europa, Condor e Copa.

Diariamente, são oferecidos mais de 80 voos, que ligam a cidade às capitais, São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Goiânia (GO), Belo-Horizonte (MG), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Manaus (AM), Belém (PA), Aracaju (SE), Natal (RN), João Pessoa (PB), Maceió (AL) e São Luís (MA).

Já para voos regionais, o Guararapes conta com opções para as cidades de Juazeiro do Norte (CE), Imperatriz (MA), Campina Grande (PB) e Fernando de Noronha (RN).

E para o exterior, as rotas têm frequência média de 43 operações por semana. Os destinos internacionais são a Cidade do Panamá, no Panamá, Cidade de Praia, em Cabo Verde, Santiago, no Chile, Buenos Aires, na Argentina, Montevidéu, no Uruguai, Miami, Orlando e Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, Lisboa, em Portugal e Madrid, na Espanha.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Boeing não prevê nenhum novo modelo de avião até 2035

0
Esta semana, o CEO da Boeing, Dave Calhoun, confirmou a investidores que a fabricante de aeronaves não pretende lançar um novo modelo