Airbus obtém aprovação para seu primeiro simulador de realidade virtual do H125 do mundo

Imagem: Airbus

A EASA, a VRM Switzerland, empresa dedicada à formação de pilotos de helicópteros, e a Airbus Helicopters abriram oficialmente as portas para novos padrões no treinamento de pilotos de helicóptero, qualificando um dispositivo de treinamento de voo Airbus Helicopters H125 (FTD) Nível 3 com tecnologia de Realidade Virtual (VR) na Helitrans, na Noruega. 

Este dispositivo de treinamento é aprovado pela Airbus Helicopters e atende aos requisitos FTD Nível 3. Ele será usado para treinamento de pilotos e fornecerá aprovação de capacitação.

Simulação para segurança de voo

O simulador de realidade virtual H125 é uma abordagem totalmente nova para o treinamento, que usa tal tecnologia para tornar o treinamento não apenas mais acessível para os operadores, mas também fornece um nível de ‘realidade’ permitindo que eles sintam que estão em um H125 real em todas as fases do voo e em situações de emergência.

“Hoje, os operadores executam, conforme o regulamento, verificações de proficiência baseadas em manobras em helicópteros reais. Com este simulador, os pilotos podem aprender de forma mais objetiva em treinamentos baseados em cenários, completamente sem emissões de carbono e a um custo menor”, ​​diz Fabi Riesen, CEO da VRM Switzerland. 

“Com a qualificação FTD nível 3 EASA, este dispositivo agora é aprovado para verificações de proficiência, classificações de tipo de acordo com a parte FCL da EASA e partes de uma classificação de instrumento.”

Imagem: Airbus

A segurança é uma das principais prioridades da Airbus Helicopters, com a empresa buscando zero incidentes. Como a maioria dos acidentes está ligada a fatores humanos e organizacionais, o treinamento tem um papel importante a desempenhar na melhoria da segurança em toda a indústria, conforme salienta a noticia do site Aviacionline, parceiro do AEROIN.

“Com este tipo de simulador, você pode colocar o piloto em situações operacionais que seriam muito arriscadas em voo real, mas que trazem um valor agregado significativo ao treinamento. Isso vale para procedimentos de emergência, mas também para cenários como voar em condições climáticas que se deterioram gradualmente”, disse Gilles Bruniaux, chefe de segurança de produtos da Airbus Helicopters.

Uma colaboração entre regulador e indústria para aumentar a segurança de voo

Como esses novos dispositivos de treinamento econômicos e muito mais acessíveis são pioneiros no mercado, eles prometem ser divisores de águas para a indústria e passaram por rigorosos processos de qualificação para garantir sua segurança e nível de eficácia.

“A aprovação do H125 FTD representa um marco para o uso da realidade virtual em dispositivos de Instrução. A EASA investigou cuidadosamente as capacidades e os efeitos dessa combinação de sistemas de RV e movimento para treinamento de helicópteros. A EASA está confiante de que esses tipos de novas tecnologias trarão valor agregado às organizações de treinamento em termos de custo e segurança de voo”, disse Francesco Gaetani, chefe interino de tripulação aérea e departamento médico da EASA. 

O simulador utiliza novas tecnologias não previstas nos requisitos regulamentares existentes, no qual a EASA foi obrigada a desenvolver condições especiais para a sua aprovação, garantindo um nível de segurança equivalente. 

Imagem: Airbus

A Airbus Helicopters e a VRM Switzerland assinaram um acordo de parceria

A VRM Switzerland e a Airbus Helicopters assinaram um acordo de parceria comercial durante a Heli Expo 2022 em Dallas, Texas, para a comercialização do simulador. No âmbito deste acordo, ambas as empresas cooperarão para implantar o dispositivo em todo o mundo e identificar novas áreas de desenvolvimento para outros helicópteros e missões. 

“Quando conhecemos a VRM Switzerland, reconhecemos instantaneamente o grande potencial do simulador e o valor agregado no ambiente de treinamento em termos de segurança, acessibilidade e flexibilidade. A Airbus Helicopters está comprometida em aumentar a segurança dos clientes e acreditamos que esse tipo de dispositivo de treinamento abrirá o caminho”, disse Sabrina Barbera, chefe de Treinamento e Operações de Voo da Airbus Helicopters.

O simulador de realidade virtual H125 oferece imersão de corpo inteiro com a plataforma de movimento dinâmica e acionada eletricamente, desenvolvida internamente pela VRM; uma réplica completa do layout do cockpit; o sistema de rastreamento de poses VRM; e o sistema de realidade virtual com visão 3D e cenários de alta resolução.

Leia mais:

Juliano Gianotto
Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

Mecânico mostra de pertinho o Boeing 727 da Asas em manutenção...

0
Um vídeo gravado em Brasília e publicado pelo mecânico Rodrigo Siqueira em seu perfil no Instagram, mostra como está atualmente