Aviação pela vida: 2022 teve 5,7 mil itens para transplantes levados de graça no Brasil pelas aéreas

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) informou nessa semana que as companhias aéreas brasileiras transportaram gratuitamente 5.740 itens para transplantes (órgãos, tecidos, equipes e materiais, entre outros) em 2022, de acordo com dados da Central Nacional de Transplantes (CNT), órgão ligado ao Sistema Nacional de Transplantes, do Ministério da Saúde.

Considerando a operação da Força Aérea Brasileira (FAB), empresas estrangeiras, trajetos terrestres e outros transportes, foram embarcados outros 2.100 itens, totalizando uma movimentação de 7.840 órgãos, tecidos, equipes e materiais no ano passado.

Desde 2014, quando a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) criou o Programa Asas do Bem, com o objetivo de divulgar a importância da doação e do transporte gratuito de órgãos, tecidos, equipes médicas e materiais, as empresas aéreas brasileiras já transportaram 58,6 mil itens.

O presidente da ABEAR, Eduardo Sanovicz, afirmou que é um orgulho fazer parte desse esforço colaborativo da aviação comercial, em parceria com ministérios como o da Saúde, autoridades aeronáuticas e aeroportos, entre outros diversos parceiros, para perpetuar vidas.

“Somente a aviação pode alcançar localidades mais distantes em tempo hábil para que o transplante seja efetuado com sucesso. Isso demonstra a importância da retomada da operação aérea e da conectividade nacional”, disse Sanovicz.

Esforço colaborativo

A contribuição da aviação comercial no transporte de órgãos teve início em 2001. O esforço inclui, atualmente, além da ABEAR e suas associadas:

– outras companhias aéreas;

– Ministério da Saúde (CNT);

– Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC);

– Comando da Aeronáutica (Força Aérea Brasileira – FAB, Departamento de Controle do Espaço Aéreo – DECEA, e Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea – CGNA);

– Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC);

– Infraero; e

– aeroportos concessionados, por meio da associação Aeroportos do Brasil (ABR).

Em 2018, a ABEAR lançou a Jornada Asas do Bem, uma série de palestras presenciais e online para destacar a importância da doação de órgãos e a contribuição da aviação para viabilizar os transplantes.

As apresentações foram realizadas pelo publicitário Alexandre Barroso, três vezes transplantado, e percorreram 15 estados e o Distrito Federal, reunindo cerca de 4 mil pessoas em eventos promovidos por hospitais, centrais de transplantes, companhias aéreas e iniciativas sociais.

Em 2020, devido à pandemia do novo coronavírus, foram realizadas lives com Barroso e profissionais de saúde para promover o tema no Instagram e YouTube.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Com desfile de veteranos e aeronave histórica no pátio, FAB celebra...

0
A FAB celebrou os 93 anos do Correio Aéreo Nacional e da Aviação de Transporte em uma cerimônia realizada na Base Aérea dos Afonsos (BAAF).