British suspende treinamento de pilotos do Boeing 747; seria o fim do Jumbo na companhia?

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Boeing 747-400 British Airways
Imagem: Steve Lynes / Flickr [CC]

Já é quase certo que a maioria dos aviões de quatro motores dificilmente retornará ao céu após a retomada da demanda por viagens aéreas.

Além da recuperação do setor ser muito lenta, tirando a necessidade de aviões de maior porte por algum tempo, o impacto financeiro da crise fará com que as companhias aéreas priorizem aviões mais econômicos, preferindo os bimotores de última geração aos quadrijatos.

Apesar disso, ainda existe alguma expectativa de que as empresas que operavam grandes frotas de Boeings 747 e Airbus A380 façam algum uso destes modelos após uma melhora da demanda, especialmente em rotas de alto movimento entre grandes centros mundiais.

Porém, nessa sexta-feira, 19 de junho, uma informação a respeito da British Airways, uma das mais tradicionais operadoras do Jumbo no mundo, trouxe dúvidas à comunidade aeronáutica.

Embora mais da metade dos vinte e oito 747-400 da empresa inglesa já tenham sido estocados, com chances reduzidas de voltarem à ativa, a British vinha mantendo o treinamento dos pilotos do modelo – assim como também o fazem outras empresas em relação aos modelos temporariamente fora de uso – para que eles estivessem aptos a retornar ao cockpit dos aviões de forma rápida diante de qualquer possibilidade de uso em operações.

Agora, porém, um piloto inglês de Boeing 747 revelou que a companhia suspendeu os treinamentos, em relação ao modelo, de seus cerca de 600 pilotos de Jumbo. Ele publicou: “Essa pode ser a marca do início do capítulo final do B747 na British, já que hoje todos os treinamentos e reciclagens para os 600 ou quase isso pilotos foram formalmente suspensos.”

Com a suspensão dos treinamentos, em breve os pilotos começarão a perder sua autorização regulamentar para voar o 747, uma vez que as normas definidas pelos órgãos de aviação exigem treinamentos periódicos para que um piloto mantenha seu status de aptidão para pilotar um determinado modelo.

É verdade que a ação da British não impede que ela retome os treinamentos em algum momento, trazendo de volta seus pilotos à proficiência no Jumbo. Existe a possibilidade de que a suspensão seja apenas um corte temporário de custos para sobreviver à fase mais crítica da crise, então, esse pode não ser o final definitivo do Boeing 747 na companhia.

Mas, diante das perspectivas e circunstâncias atuais, você apostaria que a suspensão da British Airways é apenas temporária? A concorrente Virgin Atlantic já escolheu a aposentadoria do modelo.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Rússia tenta motivar soldados, mas erra e usa foto de caça...

0
Um banner instalado por militares russos na região de Voronezh (Rússia), com objetivo de gerar motivação nos soldados, virou motivo