Em tempos de bimotores, IAI ainda aposta nas conversões de aviões Boeing 747

A Israel Aerospace Industries (IAI) disse que ainda segue apostando na conversão para carga de aeronaves Boeing 747-400, apesar da maior parte do seu foco estar nos widebody bimotores aposentados do transporte de passageiros, que têm sido os mais demandados atualmente.

Nas últimas décadas, a IAI vem investindo fortemente no mercado de conversão de aeronaves de pax para cargo. Além de mudar toda estrutura de bordo, o processo de conversão pode incluir substituições de trens de pouso, motores, painéis e outras instalações, a depender das características do modelo e das necessidades do cliente. O período de conversão de uma aeronave B747-400 é de, no, mínimo, 120 dias.

Mais de 200 aeronaves de fuselagem estreita e widebody se juntaram à frota mundial de cargueiros apenas entre maio de 2020 e o final de 2021, de acordo com dados do consultor do setor de aviação IBA. A maioria são modelos convertidos, incluindo o Boeing 737 Classic, Boeing 757-200 e Airbus A321, no segmento de fuselagem estreita e o Boeing 767-300ER e o Airbus A330 no segmento de fuselagem larga.

No fim de 2021, a IAI e a divisão de engenharia do Etihad Aviation Group firmaram parceria para uma nova instalação em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unido, que converterá aviões de passageiros Boeing 777-300ER em cargueiros. A estatal israelense também assinou, recentemente,  acordos para novas linhas de conversão de aeronaves de diferentes modelos na Coreia do Sul (para 777-300ER e Boeing 777-200LRs), em Nápoles, Itália (para Boeing 737-700/800s), e em Addis Abba, Etiópia (para Boeing 767-300s).

A ampliação do portfólio de atendimento faz parte da estratégia da IAI de desenvolver ainda mais sua rede de conversão em todo o mundo. A empresa espera atender ao aumento esperado de demanda por aviões cargueiros. A demanda por jatos de carga aumentou fortemente desde o início da pandemia de Covid-19, resultado do forte aumento do comércio eletrônico e à queda da capacidade disponível para carga decorrente da redução contínua dos voos de passageiros.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias

Avião do Pato Donald já está voando pelo Brasil, saiba onde...

0
O mais novo avião com um personagem da Disney já está voando pelo Brasil, e chamará atenção por onde passar pela sua pintura única.