Empresa lança Ponte Aérea Rio – São Paulo só com aviões executivos

Uma grande novidade acaba de ser implementada na rota mais voada do Brasil: voos executivos regulares entre as duas maiores cidades do país.

A Ponte Aérea entre Rio de Janeiro e São Paulo movimenta milhões de passageiros todos os anos e figura entre as rotas mais movimentadas do mundo. Atualmente, ela é operada pelas três grandes empresas aéreas brasileiras (Azul, Gol e Latam) e tem um perfil exigente de clientes. Com tantos viajantes a negócios, a empresa Flapper tem dado ao trecho uma abordagem diferente.

A iniciativa da empresa, especialista em compartilhamentos de voo, é aumentar o acesso à aviação executiva. Por conta disso, a escolha da Ponte Aérea para seu novo projeto foi um caminho natural, e o potencial aumenta num momento em que voar num avião de carreira pode custar até mais de R$ 1.000 na rota de apenas 45 minutos (pesquisa feita pelo AEROIN para voos em maio e junho, dependendo da data).

Assim, viajantes dispostos a pagar um pouco a mais, cerca de R$ 1.500, podem aproveitar para embarcar num avião particular oferecido pela Flapper.

Interior do PC-12 | Divulgação – Pilatus

Os voos são realizados todas as segundas e sextas-feiras, em uma aeronave turbo-hélice, Pilatus PC-12 com capacidade para até oito passageiros, e liga Congonhas a Jacarepaguá. A empresa argumenta que os voos de turboélice em rotas curtas são mais rápidos e econômicos do que os realizados em jatinhos.

Paul Malicki, CEO da Flapper, diz: “O presente lançamento é mero resultado do que aprendemos durante o período pré-pandemia. Um voo operado por um turbo-hélice leva apenas 50 minutos, pois evitamos corredores aéreos mais congestionados”.

Em conversa com o AEROIN, Malicki afirmou que outro diferencial é que o passageiro não precisa chegar uma hora antes no aeroporto, e não enfrenta filas:

“Uma grande vantagem é que o cliente entra pelo hangar executivo e sai também pelo terminal VIP. Isso significa que os passageiros podem chegar literalmente 15 minutos antes do embarque. Quando fazemos pesquisas com nossos clientes fica claro que a principal vantagem que nossa ponte aérea executiva traz para eles é a economia de tempo”, concluiu o CEO.

Os voos já estão sendo comercializados no site da Flapper, e serão aumentados em semanas “especiais” como as de feriados e festivais, como o Rock In Rio, que acontece no terceiro trimestre. Outras cidades estão sendo analisadas para receber as rotas fixas no futuro.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Força Aérea apresenta ‘janela ao espaço’ para Elon Musk e lhe...

0
O empresário Elon Musk, dono da SpaceX, foi condecorado com a medalha de Ordem ao Mérito concedida pelo Ministério da Defesa.