Incluindo helicópteros do Exército, série de manobras militares marcam o Dia D da Operação Agulhas Negras

Imagem: 2ª Divisão de Exército

O Exército Brasileiro (EB), através da 2ª Divisão de Exército, informa que a Operação Agulhas Negras 2023 teve seu Dia D de Operações na última sexta-feira, dia 22 de setembro, no Vale do Paraíba, região do litoral norte paulista.

Três principais ações foram realizadas nesta jornada: operação de transposição de curso d’água, assalto aeromóvel e assalto aeroterrestre, empregando tropas de alto nível de capacidade operacional.

A Operação é um dos maiores exercícios de adestramento da Força Terrestre em 2023, que envolve cerca de 4,5 mil militares, de 40 unidades. O objetivo é manter o estado de prontidão das tropas da 2ª Divisão de Exército em operações ofensivas, defensivas e de cooperação e coordenação com agências, além de exercitar a ação de comando e a capacidade de liderança em todos os níveis. A área de operações envolve cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Logo nas primeiras horas da manhã, aproveitando o crepúsculo matinal, a 11ª Brigada de Infantaria Mecanizada transpôs o Rio Paraíba do Sul com apoio de fogo da artilharia e com apoio dos trabalhos de mobilidade executados pelo 2° Batalhão de Engenharia de Combate, que lançou botes, portadas, passadeiras e ponte tática leve.

Uma força-tarefa da Brigada Mecanizada seguiu em ataque coordenado até tomar o primeiro objetivo imposto pela 2ª Divisão de Exército em Cachoeira Paulista (SP).

Em paralelo, a tropa da 12ª Brigada de Infantaria Aeromóvel embarcou em helicópteros da Aviação do Exército para uma infiltração atrás das linhas inimigas na região do município de Areias (SP), no Vale do Paraíba.

Lá, os combatentes aeromóveis tiveram que ocupar uma cabeça de ponte e garantir um perímetro seguro em território hostil. A 12ª Bda Inf Amv é uma força de emprego estratégico do Exército Brasileiro, apta a atuar em qualquer local do território nacional.

No sigilo proporcionado pela escuridão da noite, a tropa paraquedista do 27° Batalhão de Infantaria Pára-quedista saltou na região de Resende (RJ), a partir de aeronave da Força Aérea Brasileira, em uma posição mais profunda na retaguarda das linhas inimigas.

Nos próximos dias, a 11ª Bda Inf Mec executará ações ofensivas, a fim de alcançar as tropas aeromóveis e paraquedistas para realizar operações de junção.

Acompanhe neste link a 28ª edição da Operação Agulhas Negras, um dos maiores adestramentos da Força Terrestre, conduzido pela 2ª DE, e entenda sobre manobras militares e como o Exército se mantém pronto para o cumprimento de sua missão constitucional: a defesa da pátria.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Boeing ganha novo contrato do governo americano para mais jatos 767...

0
A Boeing construirá mais aviões-tanque KC-46A Pegasus sob um contrato do Lote 10 concedido pela USAF e avaliado em US$ 2,3 bilhões.