Caças F-5 fazem rasante na cerimônia da Força Aérea pelos 40 anos da Mulher Militar

Imagem: Força Aérea Brasileira

Para comemorar os 40 anos da mulher na Força Aérea Brasileira (FAB), o Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), localizado em Lagoa Santa (MG), realizou na sexta-feira, dia 2 de setembro, uma cerimônia militar, que foi presidida pelo Comandante da Força Aérea Brasileira, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, recebido pelo Comandante do CIAAR, Brigadeiro do Ar José Henrique Kaipper, e contou com a presença de outras autoridades civis e militares.

Conforme o vídeo a seguir, produzido pela própria FAB a partir da cerimônia, nota-se que dois caças F-5 foram enviados para fazer parte das homenagens e comemorações, com um rasante em um momento importante da cerimônia.

Desde que a FAB abriu as portas para as primeiras mulheres incorporarem seu efetivo, em 1982, novos capítulos dessa história continuam a ser escritos, dia após dia, com a competência e o empenho necessário para superar os desafios.

O Ingresso da Mulher Militar na FAB ocorreu em virtude da criação do Corpo Feminino da Reserva da Aeronáutica, formado pelo Quadro Feminino de Oficiais (QFO) e pelo Quadro Feminino de Graduados (QFG), este último composto por Sargentos e Cabos. Ao longo do tempo, a competência e o profissionalismo demonstrados por essas pioneiras serviram para consolidar a importância da incorporação das mulheres na FAB. 

Na ocasião o Hino Nacional foi regido pela primeira mulher musicista a ingressar na Força Aérea, a Suboficial Ana Elisa, que falou sobre a importância e a surpresa de estar à frente da Banda de Música como a primeira militar:

“É uma emoção muito grande fazer parte desses 40 anos. Foi um acidente ser a primeira mulher da história porque eu passei sozinha no concurso e eu queria ter outras companheiras naquele momento. Junto comigo eu tive grandes companheiros com isso tudo, me sinto honrada neste momento, tive muita força dos meus colegas de trabalho e do meu chefe, é uma honra muito grande”, lembra.

Em sua leitura da Ordem do dia, o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro Baptista Junior, falou sobre o momento de celebrar mais uma página da história da instituição, os 40 anos do ingresso da mulher militar na Força Aérea Brasileira:

“Nobres mulheres de azul! A história está repleta de registros acerca de seus grandiosos feitos, marcados pela superação, no entanto, sabemos que, muito ainda, haverão de conquistar. Saibam que cada vitória individual contribui, substancialmente, para a evolução da NOSSA FAB, a qual se torna, a cada dia, mais coesa e firme em seus propósitos constitucionais”, declarou.

“Por fim, gostaria de citar um trecho do poema “O homem e a mulher” do escritor francês Victor Hugo, o qual é capaz de sintetizar o respeito às características diferentes, porém complementares. […] o homem está colocado onde termina a terra; a mulher, onde começa o céu!’ Parabéns às mulheres da Força Aérea Brasileira, exemplos de Amor, Coragem e Dever!”, finalizou o Oficial-General.

Na oportunidade foram feitas homenagens às Pioneiras do Corpo Feminino da Aeronáutica, da Primeira Turma do Quadro Feminino de Oficiais, Turma Demoiselle, a Major Marli Perilo; da Primeira Turma do Quadro Feminino de Graduados, Turma Anésia Pinheiro Machado, a Tenente-Coronel Rita de Cássia Zambom Gagno e a Suboficial Ivanilda da Silva Valente, respectivamente dos Cursos de Formação de Cabos e Sargentos.

A Suboficial Ivanilda falou sobre a emoção em fazer parte da história da mulher na FAB:

“É mais do que um orgulho estar aqui. É a realização de um sonho que passa para as próximas gerações. Certamente daqui a muitos anos vão contar que alguém teve coragem de entrar na FAB e que isso produziu um mercado novo para as mulheres, um mercado em expansão”, declarou.

Já a Tenente-Coronel Rita falou sobre a emoção em vestir a farda a azul:

“Esse momento para mim, eu vou falar a vocês com meu coração, é uma emoção porque em 1982 nós estávamos chegando aqui eu tinha só 18 anos então sair de casa para uma vida nova e colocar essa farda azul modificou totalmente a minha vida e eu não me arrependo de absolutamente nada, eu sou muito grata a todas as mulheres que vieram depois que começamos a desbravar caminho”, finalizou.

Ainda em homenagem ao Corpo Feminino de Graduados da Força Aérea Brasileira, a Graduado-Master na Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), Suboficial Especialista em Enfermagem Renata da Silva Marinho, foi homenageada por ser a segunda mulher a ocupar o cargo. Na oportunidade a Suboficial falou sobre a importância do momento:

“Vejo a importância das mulheres na FAB como um sinal de igualdade, de mostrar que nós também podemos fazer as mesmas atividades, as mesmas ações dos homens, prova disso é militarismo, onde nos alcançamos comando a minha função de Graduado-Master, que sou a segunda, a função de enfermagem que é uma atividade de apoio e que não é tão visível assim. Isso mostra que é um processo isento que realmente é um mérito, não importa se você é homem ou mulher.  Na minha função foi uma oportunidade de conhecer todas as atividades da Força Aérea”, concluiu.

Finalizando as homenagens com o Corpo Feminino de Oficiais da Força Aérea Brasileiro, o Comandante da Aeronáutica entregou uma lembrança à Brigadeiro Médica Carla Lyrio Martins, representando as mulheres que alçam os mais altos postos de uma instituição, enquanto os caças F-5 faziam o rasante à cerimônia.

Imagem: Força Aérea Brasileira

A Brigadeiro falou a importância em ser mulher na FAB:

“A presença feminina na FAB é um reflexo natural da evolução social. Entrei há 32 anos e fui incluída nas fileiras da FAB, percebo que os valores organizacionais eles facilitaram muito a acolhida da mulher no meio militar, portanto uma vez a gente inserida, incluída todas as oportunidades são iguais. A prova disso sou eu Oficial-General tendo calcado tantos postos. A maior parte da minha trajetória é dedicada saúde operacional e existencial e em 2015 na área gerencial, é fundamental que a mulher se predisponha a também participar do poder militar do nosso Brasil”, finalizou.

Inauguração do Monumento alusivo aos 40 anos do Ingresso da Mulher na FAB

Na oportunidade, foi reinaugurado o busto que em 2007 foi inaugurado nas antigas instalações do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica na Pampulha (MG), em celebração aos 25 anos do Ingresso da Mulher Militar.

Em 2018, devido à mudança do CIAAR para Lagoa Santa, o monumento havia sido retirado e, posteriormente, seria inaugurado nas novas instalações. Agora, com a comemoração aos 40 anos da Ingresso da Mulher Militar na FAB, o CIAAR reinaugura o Monumento após restauração realizada pelo Parque de Material Aeronáutico de Lago Santa (PAMA-LS).

Imagem: Força Aérea Brasileira

Informações da Força Aérea Brasileira

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Representantes da prefeitura visitam as obras do aeroporto de Juazeiro do...

0
A Prefeitura de Juazeiro do Norte realizou na segunda-feira (26), juntamente com a administração do Aeroporto Regional do Cariri