Falha com avião da equipe Snowbirds foi causada por um filtro instalado errado

Imagem: Fundação de Testes de Engenharia de Qualidade (QETE)

A Força Aérea Real Canadense apresentou recentemente as descobertas preliminares resultantes da investigação em andamento sobre uma ocorrência com um avião da equipe Snowbirds de demonstrações aéreas, oficialmente conhecido como 431º Esquadrão de Demonstração Aérea.

Segundo o relatório, a aeronave Canadair CT-114 Tutor do acidente era um dos nove Snowbirds estacionados no aeroporto de Fort St. John em apoio ao Fort St. John International Air Show, que ocorreu de 30 a 31 de julho de 2022.

Dois dias após o show aéreo, a aeronave deveria ser transportada de Fort St. John de volta a Moose Jaw, em um voo de translado IFR padrão. Havia um único ocupante a bordo e a aeronave não estava em formação.

Na manhã do acidente, o piloto realizou uma série de verificações pré-voo de rotina antes de seguir para a pista ativa, para uma decolagem padrão. Logo após a decolagem, o piloto confirmou uma razão de subida positiva e selecionou o trem de pouso para cima.

Imediatamente após a seleção do trem de pouso, o piloto ouviu um barulho alto e o motor falhou. A aeronave rapidamente começou a desacelerar e descer de volta para a pista.

O piloto selecionou o trem de pouso de volta para baixo e optou por pousar a aeronave em frente, no entanto, o trem de pouso não teve tempo suficiente para retornar completamente à posição travada.

A aeronave pousou com apenas aproximadamente 500 pés (152 metros) de pista restantes. O trem de pouso destravado se fechou sob o peso da aeronave, e esta derrapou além do final da pista.

Após aproximadamente 1000 pés (305 metros) de deslocamento, a aeronave colidiu com a cerca do perímetro do aeroporto em baixa velocidade e parou. O piloto desligou o motor e imediatamente saiu da aeronave. A aeronave sofreu danos muito graves, mas o piloto não sofreu ferimentos.

Imagem: Fundação de Testes de Engenharia de Qualidade (QETE)

As descobertas já feitas durante a investigação indicam que falha do motor foi devido a um filtro de óleo montado incorretamente. A investigação está agora analisando os fatores humanos que podem ter contribuído para esta ocorrência.

Com informações da Força Aérea Real Canadense

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Escada se movendo e forte chuva levam Boeing 787 a arremeter...

0
A arremetida de última hora de um Boeing 787 na tarde de hoje em Guarulhos foi provocada pelos efeitos da forte chuva.