Mais de 300 mil acompanham avião dos EUA perto da China por conta de quem está dentro dele

Imagem: FlightRadar24

Uma possível e muito controversa visita de uma importante política norte-americana à China nesta semana está causando grande polêmica e, como consequência, um de seus voos sobre a Ásia nesta terça-feira, 2 de agosto, atraiu centenas de milhares de pessoas o acompanhando em tempo real.

Segundo reporta o FlightRadar24, dois aviões C-40C da Força Aérea dos EUA (USAF) estão voando pelos países ao Sul da China hoje, e como mostrado na captura de tela a seguir, mais de 300 mil pessoas acessaram o voo SPAR19, do jato de registro 09-0540, na plataforma de rastreamento online, resultando na queda do servidor.

A plataforma RadarBox apresentava grande lentidão quando consultada pelo AEROIN no momento da produção desta matéria, mas ainda é possível acompanhar o voo, conforme imagem também disponível a seguir.

Imagem: FlightRadar24
Imagem: RadarBox

Segundo reporta o norte-americano News18, os Estados Unidos estão promovendo um grande deslocamento de aviões e navios militares para a região, já que a presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, estaria com planos de ir a Taiwan, na China, enquanto o Pentágono e a própria China manifestaram preocupação e também se opuseram à visita.

O avião C-40C

Segundo a USAF, os aviões modelos C-40B e C-40C são baseados no jato executivo comercial Boeing 737-700. O corpo do C-40 é idêntico ao do Boeing 737-700, mas ele possui as asas e trem de pouso do 737-800, incluindo winglets (dispositivos de ponta de asa que melhoram a aerodinâmica).

Ambos os modelos possuem equipamentos aviônicos de última geração, GPS integrado e sistema de gerenciamento de voo/sistema eletrônico de instrumentos de voo e um display heads-up. Encabeçando a lista de equipamentos de segurança está o sistema de prevenção de colisões de tráfego e o radar meteorológico aprimorado.

A aeronave básica possui tanques de combustível auxiliares para maior alcance, um interior especializado com recursos de auto-sustentação e comunicações gerenciadas com os passageiros. A área da cabine é equipada com uma área de descanso da tripulação, compartimento de visitantes diferenciado com acomodações para dormir, duas cozinhas e assentos de classe executiva com mesas de trabalho.

C-40C – Imagem: Anna Zvereva / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

A polêmica da visita de Pelosi

Ainda segundo o News18, Pelosi e sua delegação já se encontraram com o primeiro-ministro de Singapura, Lee Hsien Loong, e outras autoridades de alto escalão, e ainda visitaria a Malásia (o voo de hoje era exatamente entre os dois países), Coreia do Sul e Japão, mas não confirmou oficialmente seu possível plano de visitar Taiwan.

Segundo o Nikkei Asia, o Ministério das Relações Exteriores da China expressou sua desaprovação à possível visita do presidente da Câmara dos EUA a Taiwan.

“A visita de Pelosi a Taiwan seria uma interferência grosseira nos assuntos internos da China, prejudicando seriamente a soberania e a integridade territorial da China. Seu status como a política número 3 nos EUA significa que sua visita a Taiwan seria altamente sensível. Isso violará seriamente o princípio de uma só China e prejudicará as relações China-EUA”, disse Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores.

“A China tomará contramedidas resolutas e fortes para salvaguardar sua soberania e integridade territorial assim que a visita de Pelosi ocorrer. Quanto às contramedidas, se ela se atrever a ir, vamos esperar para ver”, acrescentou Zhao Lijian.

Entre as movimentações aéreas dos Estados Unidos por conta da situação, estão o envio de dois HC-130J Combat King II para Okinawa de Anchorage, no Alasca, juntamente com vários KC-135 Stratotankers que são usados ​​para reabastecer aeronaves enquanto estão no ar.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Programa militar americano para desenvolvimento de um gigante hidroavião pesado avança

0
A Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa dos EUA, mais conhecida por seu acrônimo DARPA, está trabalhando em um projeto