Modern Logistics troca o CEO e anuncia reestruturação profunda da empresa

A Modern Logistics é uma empresa de logística brasileira que opera no conceito one-stop-shop. A empresa possui 8 centros de distribuição, mais de 14.000 caminhões conectados à sua rede e opera sua própria operação de carga aérea, com uma frota atual de 4 aeronaves. No entanto, a companhia passa por dificuldades recentes e entra em reestruturação.

A situação da empresa aérea brasileira já havia sido antecipada pelo AEROIN há algumas semanas, destacando para o desligamento de pilotos, a suspensão do projeto de incorporação do ATR 72 e a renovação de frota. Nesta data, o novo CEO da empresa emitiu uma nota ao mercado.

A declaração de Mario Fernandes da Costa, CEO e CFO da Modern Logistics é a que segue. Praticamente todos os pontos já foram cobertos pelo AEROIN em matérias anteriores, baseado na informação de fontes próximas da empresa.

A carta do CEO

Nos últimos cinco anos, a Modern Logistics teve um crescimento significativo, tornando-se uma das empresas mais transformadoras e fornecedores de serviços logísticos multimodais de ponta no País. A empresa é reconhecida por diversos clientes como a melhor de seus fornecedores, o que foi possível graças à dedicação de todos vocês em atender às necessidades e exigências de nossos clientes”.

Apesar de um histórico de sucesso e crescimento rápido, as consequências da pandemia de COVID e seu impacto negativo no ambiente operacional econômico testaram severamente a capacidade da empresa de continuar crescendo no mesmo ritmo acelerado do passado”. 

“O crescimento da receita bruta em 2022, embora ainda positivo, caiu para um terço do ritmo durante o período 2020-2021. Esse desempenho exigiu que a empresa se reestruturasse, mudasse a gestão e minimizasse a sobrecarga de funcionários em todos os níveis da organização. Estamos confiantes de que esta estratégia melhorará significativamente a posição financeira da empresa e criará uma base sólida a partir da qual a empresa retomará seu crescimento”.

“Reforçando esta estratégia está o compromisso da Modern Logistics em maximizar a eficiência operacional, atualizando suas ferramentas de TI que aumentam a produtividade e as interações de atendimento ao cliente. Adicionalmente, a Companhia está atualmente em negociações para renovar sua frota de aeronaves Boeing 737, o que irá melhorar ainda mais o crescimento da produtividade. Em 2023, a companhia antecipa a autorização da ANAC para operar internacionalmente, embora qualquer expansão de serviços decorrente disso dependa em grande parte das demandas dos clientes”.

“As mudanças estratégicas e estruturais que eu e o Conselho de Administração propusemos são o resultado de considerações difíceis, mas cuidadosas para o benefício e futuro da Logística Moderna. Eles representam, a nosso ver, um objetivo de maior eficiência operacional e melhor atendimento ao mercado. Essa transição reconhece os esforços individuais e coletivos de nosso pessoal para oferecer retornos superiores aos nossos acionistas, perpetuando o sucesso e o crescimento da empresa”.

Se você tiver alguma dúvida ou preocupação em relação a este anúncio, terei prazer em responder diretamente a você. Em nome do Conselho de Administração, agradeço seu apoio inabalável aos nossos esforços. Continuamos confiantes em nossa estratégia daqui para frente e confiantes na capacidade de nossa equipe de efetuar mudanças positivas para a Modern Logistics e seus acionistas”.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Exótico avião Airbus A340 foi cortado em pedacinhos e agora qualquer...

0
A empresa Aviationtag, especialista na confecção de etiquetas decorativas usando pedaços da fuselagem de clássicas aeronaves