Procura por voos executivos cresce e pode faltar avião no carnaval

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Com a Pandemia do Coronavírus, a opção por voos privados se tornou a primária de muitas pessoas e podem até faltar aviões.

© NetJets Europe

A Fly Adam, uma plataforma de mobilidade aérea, registrou alta de 300% nas buscas e fretamentos de aeronaves em dezembro, por conta das festas de fim de ano. Agora, a demanda segue elevada por causa das férias de verão. A preocupação é com a falta de aeronaves para atender todos os interessados em fretamento. 

Os destinos mais procurados para fretamentos seguem sendo a capital do Rio de Janeiro e Angra dos Reis, além de Trancoso e outros destinos na Bahia. “Nossa recomendação é para que as pessoas antecipem a reserva para garantir a aeronave, uma vez que a oferta é limitada. Estamos ampliando nossas estratégias e atendimento para contemplar todos os interessados”, disse Daniel Diniz, CEO da Fly Adam.

A empresa informa que só trabalha com aeronaves homologadas pela ANAC para o serviço de Táxi Aéreo, através do programa Voe Seguro. 

Desde o começo da pandemia, o volume de fretamentos aéreos vem aumentando. São pessoas que querem ou precisam viajar e podem optar por evitar os voos comerciais e manter o isolamento social.

O potencial desse mercado é enorme. Hoje, as companhias aéreas comerciais atendem cerca de 100 cidades em todo o Brasil com voos regulares. Para chegar às demais localidades, o país conta com mais de 15 mil aeronaves e 3 mil aeródromos. É a segunda frota do mundo de aviação geral. 

Pessoas da aviação executiva que foram consultadas pelo AEROIN afirmaram que existe uma grande procura de fretamentos para daqui exatamente um mês, no final de semana do carnaval. Na maioria das cidades a festividade foi cancelada por causa da Pandemia, mas ainda devem ocorrer festas privadas similares à de Réveillon.

Alguns operadores informam que já estão se preparando para evitar um possível congestionamento, semelhante ao que ocorreu no Sul da Bahia na virada do ano:

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Entrega do milésimo Boeing 737 MAX não foi celebrada e quase...

0
A entrega do milésimo Boeing 737 MAX, um marco para o fabricante, quase passou despercebida, relatou o site alemão Aerobuzz.