Volta a voar mais um grande avião A380 da frota da British Airways

O A380 taxiando, em cena de um dos vídeos que você assiste nesta matéria

A variante Ômicron da Covid-19 gerou grande alarde por todo o mundo devido à sua acelerada disseminação, com novos recordes de casos de contaminações em praticamente todos os países, o que se reflete em mais impactos à aviação de transporte de passageiros.

Porém, se parte dos viajantes aéreos posterga seus planos de viagens por conta da variante e das constantes mudanças de regras de entrada definidas pelos países de destino, por outro lado, a menor letalidade desta nova onda da pandemia fez com que os impactos à aviação fossem menos significativos do que em 2020 e 2021.

Com isso, as empresas aéreas continuam gradativamente reativando suas frotas, e especialmente no que diz respeito ao mercado internacional, o grande Airbus A380, tão criticado por sua inviabilidade financeira nos últimos dois anos, segue voltando à ativa nas empresas que não desistiram dele.

Nesta semana, a British Airways retirou da estocagem mais um exemplar do maior avião de transporte de passageiros do mundo.

O A380 registrado sob a matrícula G-XLEC partiu do Aeroporto de Teruel, na Espanha, no início da tarde da quarta-feira, 26 de janeiro, e foi levado até o Aeroporto de Heathrow, em Londres, Inglaterra, principal base da British Airways.

O A380 em voo na quarta-feira – Imagem: RadarBox

Segundo informações, durante o voo os trens de pouso foram mantidos baixados, motivo pelo qual o avião não passou de 28 mil pés de altitude e manteve menor velocidade do que a normalmente utilizada.

Isso ocorreu porque os checks de manutenção dos trens serão executados na Inglaterra, onde há melhor estrutura para os serviços.

Mas antes, no dia 25, quando deveria ter ocorrido este voo de translado, a enorme aeronave abortou sua decolagem no aeroporto espanhol. Não há informações sobre o motivo.

Veja a seguir dois vídeos, sendo o primeiro, da decolagem abortada no dia 25, e o segundo, da decolagem no dia 26:

Após o longo período de estocagem, o G-XLEC deverá ficar algum tempo sendo submetido a manutenções para seu retorno às operações comerciais, quando então se juntará aos outros 5 A380 que a British Airways já colocou em voos comerciais: G-XLEA, G-XLED, G-XLEG, G-XLEI e G-XLEL.

A frota total deste modelo na companhia britânica é de 12 unidades. Os 5 jatos ativos estão operando de Londres-Heathrow para Maimi, nos EUA, Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e Joanesburgo, na África do Sul. Em alguns dias, eles fazem curtos voos até Frankfurt, na Alemanha, para treinamento de tripulantes que estão voltando à ativa após longo período afastado do gigante avião.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Produtor quer filmar “Top Gun 3”, mas diz que Tom Cruise...

0
O produtor Jerry Bruckheimer revelou, em entrevista à ScreenRant, que há planos para uma possível terceira sequência do clássico