Aérea acelera retirada de jato Embraer após debandada de pilotos

A principal companhia aérea regional que serve à rede da American Airlines está acelerando a aposentadoria de jatos Embraer ERJ-145 pela saída massiva de pilotos.

E145 da Envoy © Alan Wilson

A empresa Envoy Air tem hoje pouco mais de 150 aviões, sendo a maior subsidiária regional da American, com um terço da frota de aeronaves brasileiros Embraer 145, os primeiros jatos a serem fabricados no Brasil e que foram um sucesso no mercado regional americano.

Porém, dada sua idade e custo operacional, eles já vinham sendo retirados de serviço, mas o processo está sendo acelerado a contra-gosto da Envoy.

Segundo um memorando interno obtido pela página AeroCrewNews, um total de 316 pilotos já deixaram a empresa, sendo que 80 foram para a própria American Airlines voar jatos maiores nas linhas principais.

Este número representa 15% da lista de senioridade, indicando que pilotos com maior experiência estão saindo, e que os futuros tripulantes não valeriam o custo para treinar no ERJ-145, já que a frota já seria, num futuro não muito distante, composta apenas dos jatos maiores E170 e E175.

As companhias aéreas regionais nos EUA têm sofrido ano após ano com a falta de pilotos, causado por um mix de exigências altas por lei para contratação e salários baixos.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias