Aeroporto de Salvador é o 1º do Brasil no nível 3 de acreditação internacional em carbono

Imagem: Salvador Bahia Airport

O Conselho Internacional de Aeroportos da América Latina e Caribe (ACI-LAC) anuncia hoje, 24 de maio, que o Salvador Bahia Airport, operado pela VINCI Airports, acaba de receber a certificação nível 3 (Otimização) do Programa Airport Carbon Accreditation.

O aeroporto da capital baiana é o primeiro do Brasil a alcançar a terceira etapa em uma escala de 6 níveis de certificação para aeroportos de todo o mundo que empreendem esforços em reduzir suas emissões carbono.

A certificação nível 3 (Otimização) é concedida aos aeroportos que, além de mapearem sua pegada de carbono, alcançam reduções de emissões a partir de critérios preestabelecidos e envolvem terceiros (de companhias aéreas a prestadores de serviços diversos) neste processo.

O Salvador Bahia Airport se destaca por diversas conquistas no campo da sustentabilidade, entre elas as relacionadas à gestão dos resíduos e efluentes, aumento de eficiência energética e redução de colisões entre aves e aeronaves.

O aeroporto foi o primeiro das regiões Norte/Nordeste e o segundo do Brasil a obter a certificação nível 1 do Airport Carbon Accreditation, em 2018, e a nível 2, em dezembro de 2019, quando registrou redução de 6,12% de suas emissões de carbono.

O programa “Zero Aterro”, que eliminou o descarte de resíduos sólidos produzidos dentro do aeroporto, garantiu ainda ao Salvador Bahia Airport o Green Airport Recognition pelo ACI-LAC em 2021. No ano anterior, o aeroporto já havia recebido o mesmo reconhecimento pelo programa de Usina de Águas Residuais, que permitiu que todo efluente gerado seguisse para uma Estação de Tratamento de Efluentes, e 100% da água tratada passasse a ser reaproveitada em usos não nobres.

“Estamos muito orgulhosos por mais essa conquista. Reduzir as nossas emissões de carbono é uma das nossas missões como empresa. Ter a chancela do Conselho Internacional de Aeroportos nesse processo reforça o nosso compromisso e ajuda a disseminar a cultura da descarbonização”, comentou Julio Ribas, diretor-presidente do Salvador Bahia Airport.

“O Salvador Bahia Airport vem provando ao longo dos últimos anos, com metas claras e ações assertivas, como é possível fazer a transição dos aeroportos para o contexto de sustentabilidade que o ACI busca e incentiva em seus parceiros. É com muito orgulho que registramos mais esta conquista do Salvador Bahia Airport, certos de que o aeroporto caminha para as próximas etapas de certificação do Programa Airport Carbon Accreditation“, disse Rafael Echevarne, diretor-geral de ACI-LAC.

ACI Airport Carbon Accreditation

Airport Carbon Accreditation (ACA) é o único programa global de certificação para o gerenciamento de carbono aprovado para aeroportos. Ele avalia e reconhece de forma independente os esforços dos aeroportos para gerenciar e reduzir suas emissões de carbono por meio de 6 níveis de certificação:

Nível 1 ‘Mapeamento’: Aeroporto mapeia sua pegada de carbono, identifica as fontes e calcula as emissões anuais.

Nível 2 ‘Redução’: Aeroporto comprova a redução de emissões com evidências de procedimentos e cumprimento de metas para a gestão de carbono.

Nível 3 ‘Otimização’: Aeroporto amplia o escopo de redução de emissões e envolve terceiros no processo.

Nível 4 ‘Neutralidade’: Aeroporto cumpre os requisitos das etapas anteriores e compensa as emissões restantes com créditos de carbono.

Nível 5 ‘Transformação’: Aeroporto define estratégia de gestão de carbono de longo prazo orientada para a redução absoluta de emissões.

Nível 6 ‘Transição’: Além de cumprir as etapas anteriores, aeroporto compensa as emissões de carbono residuais sobre as quais tem controle.

Por meio destas etapas, o Airport Carbon Accreditation reconhece que os aeroportos estão em diferentes estágios em sua jornada rumo ao gerenciamento abrangente de carbono. É um programa para aeroportos de todos os tamanhos e baseia-se em metodologias reconhecidas internacionalmente, fornecendo aos operadores aeroportuários uma estrutura comum para o gerenciamento de carbono com metas mensuráveis.

O programa é site-specific, permitindo flexibilidade para levar em conta os requisitos legais nacionais ou locais.

Atualmente, quase 400 aeroportos em todo o mundo fazem parte do programa Airport Carbon Accreditation. Na região da América Latina e Caribe, são 54 aeroportos.

Os aeroportos brasileiros certificados são 6: Aeroporto Internacional de Brasília, Aeroporto Internacional de Natal, Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro Tom Jobim e Aeroporto Santos Dumont (no nível 1 – “Mapeamento”), Aeroporto Internacional de Belo Horizonte (no nível 2 – “Redução”) e Aeroporto Internacional de Salvador (no nível 3 – “Otimização”).

Informações do ACI-LAC

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Primeiro Airbus A321 P2F dos Estados Unidos está pronto para a...

0
A Global Crossing Airlines (GlobalX), empresa americana nascida durante a pandemia e que tem grandes ambições, recebeu na terça-feira (24)