Início Empresas Aéreas

Airbus destaca o papel do A330P2F no mercado de carga aérea na América Latina

Airbus A330-300P2F – Imagem: Airbus

A fabricante aeronáutica europeia Airbus destacou o papel do A330P2F (P2F significa conversão de avião de transporte de Passageiro para Cargueiro) diante do crescimento do mercado de comércio eletrônico na América Latina. Nesse sentido, a empresa ressaltou a importância do transporte aéreo de bens, vacinas e suprimentos médicos globalmente nos últimos dois anos.

Em um contexto marcado pela pandemia da COVID-19, a logística de distribuição de mercadorias foi alterada em todo o mundo. Até o início de 2020, cerca de metade de toda a carga aérea globalmente era transportada em porões de aeronaves de passageiros.

No entanto, o movimento foi significativamente reduzido devido às restrições impostas pelos diferentes países. A isso foram adicionados problemas de transporte marítimo, uma demanda súbita por suprimentos sanitários e, principalmente, um ‘boom’ do comércio eletrônico.

Atualmente, o transporte aéreo de cargas está crescendo na América Latina, em consonância com o fenômeno observado no resto do mundo. Em fevereiro de 2022, o mercado internacional de cargas na região cresceu quase 22% em termos de tonelada de carga por quilômetro (RTK) na comparação ano a ano.

Esses fatores, desencadeados em um curto período de tempo, fizeram com que a ânsia da indústria aérea se adaptasse e oferecesse um serviço de acordo com as demandas conjunturais. Nesse contexto, o uso de aeronaves de carga aumentou e o número de conversões de aeronaves de passageiros para versões de carga aumentou consideravelmente.

A Airbus destacou o desempenho do A330 convertido. O modelo oferece aos operadores uma redução de 20% no consumo de combustível e tem uma capacidade de carga até 30% maior que a dos cargueiros de geração anterior.

Por outro lado, o fabricante ressaltou a “versatilidade e potência” da aeronave. As duas versões disponíveis, o A330-200P2F e o A330-300P2F, mantêm semelhanças que permitem unificar os processos de treinamento das equipes e, assim, aumentar a eficiência operacional.

Sua faixa de alcance de até 7.780 quilômetros permite conectar regiões da América Latina, Central e do Norte com a Europa, e acessar mercados asiáticos através de escala nos Estados Unidos ou no velho continente, conforme noticia o site Aviacionline.

Operadores da região

A empresa mexicana Mas Air Cargo atualmente tem dois A330-200P2F e um A330-300P2F em sua frota. Ela completou o primeiro voo com o modelo -200P2F em maio deste ano, tornando-se a primeira a operá-lo no continente americano. A família de aeronaves P2F tem capacidade de transporte de até 60 toneladas; ou seja, mais de 18.000 toneladas por ano. A empresa já reforçou seus serviços entre o México e a China graças às aquisições.

Por outro lado, a Avianca Cargo opera seis A330-200F (versão cargueira original de produção) e mantém um pedido de até quatro A330-300P2F. Desta forma, a divisão de cargas da empresa colombiana se tornará a primeira operadora do modelo na América do Sul.

A aeronave, que será progressivamente incorporada à frota entre 2022 e 2024, permitirá aumentar sua capacidade em cerca de 70% nos principais mercados de exportação, como Colômbia e Equador. Também reforçará sua presença no transporte de cargas entre os Estados Unidos e os mercados de importação sul-americanos, como o Brasil. Atualmente, a maioria de suas rotas começa ou termina no Aeroporto Internacional de Miami.

Leia mais: