Está confirmada enorme compra do Boeings 737 MAX, incluindo o 737-8-200

Concepção gráfica do 737-7 e 737-8-200 nas cores da Allegiant – Imagem: Boeing

A Boeing e a Allegiant Air anunciaram hoje, 05 de janeiro, a confirmação dos rumores de ontem de que negociavam um pedido de 50 jatos 737 MAX. Porém, além da confirmação, foi informado que há mais 50 aviões em opções de compra.

Neste que é o primeiro acordo da Boeing com a companhia aérea de custo ultrabaixo (ULCC), a Allegiant selecionou dois modelos da geração MAX: a menor variante, 737-7, e a versão de alta densidade, 737-8-200.

“Nossa abordagem para a frota sempre foi oportunista, e esta transação emocionante com a Boeing não é exceção”, disse Maurice J. Gallagher, Jr. , presidente e CEO da Allegiant. “Embora o centro de nossa estratégia continue sendo as aeronaves que já foram adquiridas, a chegada de até 100 jatos 737 diretos do fabricante trará inúmeros benefícios para o futuro – incluindo flexibilidade para aumento de capacidade e aposentadoria de aeronaves, benefícios ambientais significativos, configuração moderna e recursos de cabine que nossos clientes irão apreciar.”

“Estamos entusiasmados com o fato de a Allegiant ter escolhido a Boeing e o 737 MAX conforme eles se posicionam para crescimento futuro, maior eficiência e desempenho de custo operacional”, disse Stan Deal, presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes. “Este acordo valida ainda mais a economia da família 737 MAX no mercado de ULCC e estamos entusiasmados em estar ao lado da Allegiant na integração desses novos aviões em sua frota.”

A Boeing e a Allegiant farão parceria no suporte de entrada em serviço, permitindo uma transição suave conforme a transportadora adiciona o 737 à sua operação. A Allegiant também utilizará um conjunto de ferramentas digitais da Boeing Global Services para aumentar ainda mais a eficiência operacional. A Allegiant opera atualmente uma frota de 108 aviões Airbus A319 e A320, a maioria adquiridos no mercado de usados. No passado, já operou, entre outros modelos, o Boeing 757, porém, também adquirido no mercado.

Informações da Boeing

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Aeroporto Santos Dumont: ‘Queremos o melhor para o Rio de Janeiro’,...

0
A declaração ocorreu na reunião de abertura do grupo de trabalho criado para discutir o edital de licitação do Aeroporto Santos Dumont.