Pane na iluminação causou desvio e cancelamentos de voos em São José do Rio Preto (SP)

Voo AD4652 da Azul tendo que desviar para Ribeirão Preto (SP) – Imagem: RadarBox

Nesta semana, a Azul Linhas Aéreas teve que lidar com problemas fora do seu controle, incluindo voos desviados e cancelados, por conta de uma pane elétrica no sistema de iluminação do balizamento da pista do Aeroporto Professor Eribelto Manuel Reino, em São José do Rio Preto (SP).

De acordo com informações do Diário da Região, o primeiro embaraço começou na terça-feira, 17, quando o voo AD4652, que partiu do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), no final da tarde e tinha como destino o aeroporto rio-pretense, teve que desviar para o Aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto (SP), localizado a 186 km do aeródromo de destino original.

O voo de volta, AD4794, que partiria de Rio Preto às 19h15 com a mesma aeronave, foi cancelado devido ao deslocamento para Ribeirão.

Na sequência, o voo AD4082, que partiria de Belo Horizonte (Confins) às 22h40, e o voo AD4099, que partiria de Campinas às 22h55, também foram cancelados.

Por fim, os voos que partiriam de São José do Rio Preto no final da madrugada seguinte, utilizando as mesmas duas aeronaves que teriam chegado na noite anterior, foram também cancelados (AD2717 para Campinas e AD4056 para Confins).

Após toda essa onda de cancelamentos, os voos no terminal voltaram somente na manhã da quarta-feira, 18, quando o sol já estava nascendo, não havendo mais necessidade da utilização do sistema de iluminação.

Para o jornal local, a concessionária Aeroportos Paulistas (ASP), que opera o aeroporto desde março, confirmou a existência do problema, mas afirmou que já foi solucionado e o aeroporto opera normalmente.

A Azul ressaltou, em nota para o Diário da Região, que “Os Clientes receberam todo o atendimento necessário da equipe local da Azul, conforme prevê a resolução 400 da Anac, sendo reacomodados em outros voos da companhia”, e também afirmou que “lamenta eventuais aborrecimentos causados e reforça que ações como essa são necessárias para garantir a segurança de suas operações”.

Arthur Gimenes Prado
Arthur Gimenes Prado
Estudante do Ensino Médio, 15 anos, foi repórter na TV Cultura Paulista e Rádio Morada do Sol FM, também com passagem como colunista no Portal do Andreoli e participações especiais na Record News, Rádio CBN e EPTV.

Veja outras histórias