Início Novidades

Avião da Gol sofre ‘bird strike’ em Salvador ao substituir o outro que teve problema

O momento do “bird strike”, em cena do vídeo apresentado abaixo – Imagem: canal Luciedson Ferreira

Como mostrado mais cedo no AEROIN, um avião da Gol Linhas Aéreas apresentou uma falha de radar durante sua partida nesse sábado, 26 de novembro, fazendo com que os pilotos optassem por executar uma rejeição de decolagem na pista 10 do Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, Bahia.

Com isso, o avião Boeing 737-800 de matrícula PR-GXD precisou ser tirado de serviço para manutenção, e outro equipamento do mesmo modelo, o de matrícula PR-GUN, foi alocado para assumir o voo G3-1571 para o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Porém, por pouco os passageiros desse voo não enfrentaram um segundo adiamento de sua viagem na mesma tarde.

Conforme o vídeo abaixo, gravado também por Luciedson Ferreira e publicado em seu canal no YouTube, nota-se que o Boeing 737 sofreu uma colisão com ave (“bird strike”) durante a corrida de decolagem, incluindo ingestão pelo motor direito.

Por consequência da ocorrência, a pista precisou ser fechada aos pousos e decolagens por cerca de meia hora, enquanto era efetuada a limpeza dos restos do animal e a posterior inspeção, como também mostrado no vídeo a seguir:

Como visto na gravação acima, apesar da ingestão da ave pelo motor, o Boeing 737 não sofreu nenhuma anormalidade em sua decolagem, e nem mesmo durante o voo, já que os pilotos prosseguiram até Congonhas sem intercorrências.

Até mais do que isso, as plataformas de rastreamento online indicam que, após chegar em Congonhas no final da tarde, o PR-GUN seguiu voando na malha da Gol Linhas Aéreas na noite do próprio sábado, o que indica que não houve nenhuma consequência para o motor da aeronave.

A quem não viu ou queira ver novamente o momento da rejeição de decolagem da outra aeronave em Salvador, o vídeo pode ser acessado neste link ou através do título disponibilizado logo abaixo.