Três comissários se ferem após manobra do piloto fazer o avião cair 30 metros

Foto de Venkat Mangudi, CC BY 2.0, via Wikimedia

O National Transportation Safety Board (NTSB), orgão dos Estados Unidos responsável pela investigação de incidentes e acidentes nos transportes, divulgou na quinta-feira (5), que três comissários de bordo da American Airlines ficaram feridos quando foram erguidos do chão e jogados contra o teto da aeronave por causa de uma manobra “agressivas” do comandante do voo.

O incidente ocorreu em 6 de setembro de 2018, mas apenas agora o NTSB publicou seu relatório completo. Na ocasião, um dos três comissários de bordo feridos sofreu uma fratura exposta no braço e teve que ser transportado para o hospital depois que a aeronave pousou com segurança em Nova Iorque. Outros dois colegas ficaram machucados.

Como foi que aconteceu

Após um voo sem intercorrências, o AA-279 da American Airlines, que seguia de Edimburgo para Nova Iorque, estava descendo em direção ao destino quando o piloto ajustou a velocidade da aeronave devido a um avião mais à frente.

Com o piloto automático ainda ativado, a aeronave subiu enquanto tentava manter a altitude com uma configuração de aceleração reduzida. Um terceiro piloto, que estava sentado no deck de voo, ficou preocupado com a possibilidade de a aeronave “estolar” (entrar em stall, ou perder sustentação) então gritou ao comandante.

O piloto no comando, um aviador veterano da Força Aérea durante a Guerra do Vietnã, disse que “quase pulou da cadeira” quando o terceiro piloto gritou e que, embora não tenha visto um aviso sugerindo um estol iminente, ele aumentou a potência e “empurrou agressivamente” o manche, o que fez com que os comissários na galley frontal fossem “jogados contra o teto” e o avião perdesse 30 metros de altitude (100 pés).

Um comissário de bordo disse aos investigadores que o comandante inicialmente não percebeu que tripulantes haviam se ferido e que, cerca de 10 minutos após o incidente, ele fez contato para ver se estava tudo bem antes de seu anúncio pré-pouso aos passageiros. Foi só nesse momento que ele foi informado de que três membros da tripulação haviam se ferido e que ambulâncias seriam necessárias na chegada.

Nenhum dos 104 passageiros a bordo da aeronave no momento ficou ferido.

O que disseram os comissários

Um dos comissários de bordo, que estava na cozinha no momento do incidente, descreveu que “o chão foi removido sob nossos pés” e que “batemos em cheio no teto”. Disse que “podia ouvir meus colegas de trabalho gritando de dor. Então, caí no chão, mais uma vez batendo com a cabeça.”

A comissária de bordo que machucou seu pulso no acidente descreveu que seu corpo bateu no teto e depois caiu de volta no chão: “Eu não conseguia me mexer por causa da dor, então deitei no chão durante o pouso até que os paramédicos me transportaram para o hospital”.

A investigação está encerrada pelo NTSB.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Programa militar americano para desenvolvimento de um gigante hidroavião pesado avança

0
A Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa dos EUA, mais conhecida por seu acrônimo DARPA, está trabalhando em um projeto