Memorial da FAB na Amazônia abre as portas com exposição da aeronave C-98 Caravan

Imagem: FAB

No último dia 3 de fevereiro, o Memorial da Força Aérea Brasileira (FAB) na Amazônia, sediado na Base Aérea de Belém (BABE), abriu suas portas com a exposição da Aeronave C-98 Caravan para aproximar o público externo à Organização Militar (OM). O evento recebeu aproximadamente 3.000 pessoas.

A estrutura conta com um acervo completo sobre a história da aviação, medalhas, uniformes, maquetes, caderneta de voo, livros históricos e painéis expositivos, além de cerca de 930 objetos históricos, que contam a evolução da atividade aérea na região amazônica, da década de 30, passando pela Segunda Guerra Mundial até os dias atuais.

A estudante Maria do Carmo Avelar destacou aspectos importantes da exposição. “Está sendo um dia inesquecível para mim e para minha família aqui na Base Aérea de Belém. Conhecer e entrar em uma aeronave é algo grandioso e inesquecível. Parabéns pelo evento de hoje”, ressaltou.

C-98 Caravan

Operado pelo Primeiro Esquadrão de Transporte Aéreo (1º ETA) – Esquadrão Tracajá, o C-98 Caravan já participou de diversas missões importantes na FAB, como as Operações COVID-19 e Yanomami. 

A aeronave C-98 é um importante vetor aéreo da FAB, porque permite operações em pistas de cumprimento restrito em que outras aeronaves da Força não operam. Trata-se de um avião de transporte de pessoal e carga de pequeno porte, considerado um dos monomotores mais seguros e confiáveis do mundo.

Informações da Força Aérea Brasileira

Leia mais:

Juliano Gianotto
Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

Arajet passará a ter voos em mais um aeroporto da República...

0
Apesar da nova base, a empresa ressalta que continuará a ter como base central o Aeroporto Internacional de Las Américas, em Santo Domingo.